Camara do Rio Grande
Camara Rio Grande
Camara Rio Grande
TV Câmara - Assista ao vivo
Portal da Transparência
  Onde você está > Home > Sala de Imprensa > Notícias da Câmara

   Notícias da Câmara

Voltar


22 de Agosto de 2019

CINQUENTENÁRIO DA FURG É COMEMORADO PELA CÂMARA MUNICIPAL

+A-A


Os 50 anos da Universidade Federal do Rio Grande foram celebrados em sessão especial na Câmara Municipal, na noite da última segunda-feira.

Membros da comunidade universitária, gestores e representantes de instituições que fazem parte da história da FURG acompanharam a cerimônia, que ocorreu no plenário da casa legislativa.

A presidente da casa, Andréa Westphal (PATRI), disse se sentir honrada por estar a frente do parlamento local na comemoração desse cinquentenário. “É uma honra estar presidindo nesse momento, e é uma honra também, sendo a primeira mulher presidente da casa, ter ao meu lado a primeira reitora da universidade.” Ela reforçou, ainda, a importância que a FURG tem na vida de muitas pessoas, fazendo parte de seus registros e histórias.

Proponente da homenagem, a vereadora professora Denise Marques (PT) fez um resgate da história da fundação da universidade. Ela destacou a participação da União Riograndina de Estudantes Secundaristas (URES), que na época organizou passeatas e lutou pela implantação da instituição.

De acordo com a parlamentar, a FURG foi se construindo como parte da sociedade riograndina pelo papel social que desempenha. Denise explicou que o objetivo da sessão especial é o de reconhecer e fortalecer a universidade, para que ela possa continuar sendo realidade para as futuras gerações.

 Ao discorrer sobre o contexto atual, com cortes na educação e retirada de direitos, Denise reforçou a necessidade de darmos visibilidade ao que acontece na universidade para que todos possam ter a possibilidade de ingresso em uma instituição pública e de qualidade.

O vereador André Lemes (PT), que é também técnico-administrativo em educação da FURG, enfatizou como a entidade mudou a sua vida, o primeiro da família a ingressar no ensino superior. Ele disse que foi na universidade que iniciou a sua carreira na educação, na gestão pública e na política.

Há vinte anos acompanhando de perto a transformação da FURG, André afirmou que não imaginava que hoje precisaria lutar pela manutenção da universidade. Nos 50 anos da FURG, o vereador disse que é preciso celebrar, mas também denunciar os ataques sofridos pelo governo federal à educação superior. O desejo dele é que a FURG siga sendo pública, gratuita e que seja respeitada.

A reitora Cleuza Maria Sobral Dias disse que a celebração desses 50 anos honra o trabalho de muitas pessoas.  Segundo ela, a universidade só se tornou realidade por causa de todos aqueles que a idealizaram, construíram, reconstruíram e a fizeram crescer e se tornar um grande projeto.

Ela explicou que a organização desse cinquentenário acontece em meio a uma crise financeira e à apresentação do FUTURE-SE, um programa do MEC que coloca em risco o caráter da universidade federal.  Ao mesmo tempo em que se comemora, a gestora enfatizou que é preciso fazer a defesa intransigente desse modelo de universidade pública, gratuita, de qualidade, laica, inclusiva e socialmente referenciada.

Além de relembrar diversas personalidades e instituições que construíram a universidade desde o seu início, ressaltou as mudanças ocorridas nos últimos doze anos. Hoje, reconhecida nacional e internacionalmente, a FURG possui mais de doze mil alunos, 70% deles oriundos de escolas públicas e de famílias de baixa renda. Entre esses estudantes, estão indígenas, quilombolas e pessoas com deficiência. São, aproximadamente, 923 docentes, por volta de 700 terceirizados e 1200 técnicos administrativos em educação.

Para além do crescimento do campus carreiros, a reitora lembrou que a FURG possui três outros campi - nas cidades de São Lourenço do Sul, Santa Vitória do Palmar e Santo Antônio da Patrulha - e 23 polos de educação à distância. Cleuza destacou o compromisso ambiental da instituição, refletidos em 130 mil metros quadrados de área construída no Campus Carreiros, devidamente licenciadas do ponto de vista ambiental e arqueológico. Ressaltou, ainda, a importância social do Hospital Universitário, que realiza, em média, 30 mil atendimentos por mês pelo Sistema Único de Saúde.

Cleuza afirmou que os impactos das ações da universidade nas áreas tecnológica, ambiental, de humanas e da saúde são percebidos pela sociedade em todo território. Por último, reforçou o seu contentamento com a data e a relevância social da instituição. “Nossa alegria fundamenta-se na certeza e na defesa da universidade pública como lugar privilegiado para o debate saudável de ideias e para ressignificação necessária de conceitos. Nossa alegria nesses 50 anos nasce no exercício diário de respeito às diferenças, da construção de saberes, da valorização da diversidade, das multiculturalidades que nos constituem. Temos muito a celebrar. Esse município tem muito a celebrar. Vida longa à nossa FURG. Vida longa à nossa universidade federal do Rio Grande”, finalizou.

Durante a solenidade, a Câmara Municipal entregou um quadro em homenagem a FURG e a instituições que tiveram participação na sua consolidação.

Receberam reconhecimento pela participação na história da universidade a Prefeitura de Rio Grande, a Marinha do Brasil e a Arquidiocese de Pelotas.

A reitora foi homenageada por ser a primeira mulher a ocupar o cargo e por seu trabalho à frente da universidade. Os sindicatos dos técnicos administrativos em educação e dos professores – APTAFURG e APROFURG – e o Diretório Central dos Estudantes também foram lembrados.

A solenidade contou, ainda, com a apresentação do Coral da Universidade e encerrou com a exibição de um vídeo institucional.

A mesa da sessão especial foi composta pela presidente do legislativo, Andréa Westphal; pelo prefeito e pela primeira-dama do município, Alexandre e Eunice Lindenmeyer; pela reitoria da FURG, Cleuza Maria Sobral Dias; pelo vice-reitor Danilo Giroldo; pelo comandante do 5º Distrito Naval, pelo vice-almirante Flávio Brasil pelo comandante do 6º GAC, coronel Rafael Barros.

Na extensão de mesa, estavam presentes a representante do ex-reitor Jomar Laurino, Débora Laurino; o ex-vice-reitor João Lages; o ex-reitor João Carlos Cousin; o presidente da Aprofurg, Cristiano Engelke; a coordenadora geral da Aptafurg, Maria de Lourdes Lose; o diretor do IFRS - Campus Rio Grande, Alexandre Machado; o vice-prefeito Paulo Renato Gomes e o bispo emérito da Diocese do Rio Grande, Dom José Mário Stroeher. Os vereadores Luciano Gonçalves, Rovam Castro e Edson Lopes, do PT, e Laurinha e Júlio César, do MDB, também acompanharam a cerimônia.

Assessoria de Imprensa





WD House

Câmara Municipal do Rio Grande - Rua General Vitorino, 441 - Centro - CEP: 96200-310 -Telefone: (53) 3233 8500