Camara do Rio Grande
Camara Rio Grande
Camara Rio Grande
TV Câmara - Assista ao vivo
Portal da Transparência
  Onde você está > Home > Sala de Imprensa > Notícias da Câmara

   Notícias da Câmara

Voltar


18 de Agosto de 2017

AUDIÊNCIA PÚBLICA SOBRE OS POVOS TRADICIONAIS DE MATRIZ AFRICANA LOTOU PLENARINHO

+A-A


Em uma noite de muita emoção foi realizada nesta sexta-feira, 18, uma audiência pública na Câmara Municipal do Rio Grande que abordou o tema “Povos Tradicionais de Matriz Africana”. Quem esteve presente precisou disputar espaço no plenarinho completamente lotado.

O ato foi conduzido pelo vereador Charles Saraiva (PMDB), presidente do Legislativo Municipal e teve a autoria dos vereadores Rafa Ceroni e Rogério Gomes do PPS, Cláudio de Lima do PSB e pelo PT, assinaram Benito Metalúrgico, Cláudio Costa, Edson Lopes, Professora Denise Marques e Rovam Castro.

Muito concorrida, a audiência pública contou com a presença da secretária de Município da Cidadania e Assistência Social, Cristina Juliano representando o Executivo Municipal; Kota Mulanji - coordenadora geral do Fórum Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional dos Povos Tradicionais de Matriz Africana (FONSAPOTMA); Elis Regina, representante da deputada estadual Manuela D'Ávila, presidenta da Frente Parlamentar em Defesa dos Povos Tradicionais de Matriz Africana da Assembleia Legislativa/RS; Janaina Pereira, representando o deputado estadual Juliano Rosso; Paulete Souto, vice-prefeita de São Leopoldo; Vera Soares, coordenadora executiva do FONSAPOTMA/RS; Rubia Cozza - presidenta do Conselho Municipal do Povo de Terreiro; André Brisolara, presidente do Conselho de Desenvolvimento Social e Cultural da Comunidade Negra – COMDESCCON, professor Daniel Prado, pró-reitor de Extensão e Cultura da FURG; Marco Antônio Vieira Veloso, conselheiro estadual do Povo de Terreiro, vereadores André Moraes de Sá – Batatinha (PSD), Cláudio de Lima (PSB), Edson Lopes, Rovam Castro, professora Denise Marques e Luciano Gonçalves do PT.

Dentre as falas proferidas foram destacados pontos importantes que integram a pauta de encaminhamento proposta pelos presentes: formar uma frente parlamentar na Câmara Municipal, solicitar apoio dos deputados estaduais para estes se reúnam com a bancada gaúcha da Câmara Federal, bem como com os senadores a fim de solicitarem a realização de uma audiência pública no Supremo Tribunal Federal (STF).

Segundo manifestações, deverá ocorrer uma votação sobre o tema que poderá prejudicar muito a religião. Os presentes mencionaram que os ministros do STF, por desconhecerem o assunto, podem decidir de forma equivocada e assim ferir de morte os costumes dos povos tradicionais de matriz africana.

Também houve manifestações de que ainda nos dias de hoje há muita discriminação, seja em função de roupas, rituais e ainda que uma determinada igreja, para que conquiste mais fiéis, afirma que todos os praticantes e simpatizantes das religiões afro são adoradores do diabo. Fato que incomoda demais a quem conhece e sabe que não é nada disso.

Além disso, foi exibido um audiovisual com depoimentos de pais e mães de santo que relataram a importância da religião de matriz africana em suas vidas. Destacaram que na referida religião predomina o respeito, o amor e dedicação. Culto às tradições e valorização dos mais velhos, os quais com suas experiências de vida passam seus conhecimentos aos mais novos, preservando, assim, a tradição, a alimentação, os rituais e a fé incondicionada.

Durante a audiência também foi lembrada a história dos negros, que quando chegaram aqui, desembarcaram nas docas do mercado público. Mencionaram que vieram negras que eram princesas em seus países de origem e que se tornaram escravas e que isso não pode ser esquecido.

O presidente Charles Saraiva abriu espaço democraticamente para todos que quiseram se manifestar e atribui um caráter sociocultural ao evento. “Hoje nós fizemos muito mais do que discutir os assuntos relacionados ao tema, Na verdade tivemos uma aula sobre aspectos até então desconhecidos ou não valorizados. Precisamos nos unir para traduzir em ações os encaminhamentos feitos nesta noite”, enfatizou Saraiva.

Charles afirmou que fará contato com o secretário Chefe da Casa Civil, Fábio Branco para marcar uma reunião com o Governo do Estado com o objetivo de pedir apoio à causa dos povos tradicionais de matriz africana.

No final, foi realizada uma reza com dança característica da religião, com a participação de cantos e toque de atabaques e a presença no meio do plenarinho de várias pessoas que professam sua fé aos cultos tradicionais de matriz africana.

18.08.17 – 21h33min.

Por Roger Vaz





WD House

Câmara Municipal do Rio Grande - Rua General Vitorino, 441 - Centro - CEP: 96200-310 -Telefone: (53) 3233 8500